Faça seu dinheiro render mais e melhor!

As dicas a seguir, assim como os 9 passos para acabar com as dívidas que fazem parte dessa série de conteúdo sobre educação financeira, terão utilidade em um único caso: apenas se você colocar em prática. Essa é a forma possível de colher resultados positivos com o que é exposto neste conteúdo.

O que mais se ouve são frases como, “Mas isso é muito simples, não vai funcionar”, “Só isso? Vou conquistar minha independência financeira assim? ”, dentre diversas outros termos que desmerecem muitas vezes as dicas, técnicas e processos que são apresentados.

Acontece é que o básico, simples e fácil é o que funciona. Ele que proporciona a maior (e melhor!) parte dos resultados. No entanto, as pessoas se recusam a sequer tentar, pois em grande parte se garantem com um conhecimento raso e superficial, sendo assim, não se abrem para tentar algo que verdadeiramente os levará ao objetivo desejado.

Dessa forma, para se conquistar os resultados com as dicas e passos a seguir é preciso de alguns fatores: paciência, disciplina e, principalmente, ação. Colocar em prática, por mais simples que possa parecer.

Ganhe, Economize e Invista.

Trabalhe e receba o seu salário, quem sabe também uma fonte extra de renda.

Verifique suas dívidas e as renegocie sempre que possível. Corte gastos desnecessários. Poupe o dinheiro economizado.

Comece a investir.

Essas três etapas serão fundamentais para a criação de um hábito financeiro saudável. Isso não deve ser feito em um mês ou outro, deve ser feito de forma contínua, até que vire algo natural para você. São atitudes que devem ocorrer sem o menor esforço, por isso, dedique um tempo a elas até que consiga dominar esses passos. Será o ponto inicial e um dos principais para sua mudança financeira.

Entenda a relação Preço x Valor

Pense na seguinte situação:
Você tem R$500,00 e tem duas opções:
• Você pode comprar R$500,00 em Roupas, eletrônicos, festas.
• Você pode investir R$500,00 em Tesouro Direto ou em um investimento de Renda Fixa.
Em ambas as situações você utilizará os R$500,00, porém, na primeira você vai adquirir produtos que tem o preço citado, mas pouco valor no longo prazo. Ele não te promove nenhum retorno financeiro e não te auxilia a acumular mais capital.
Na segunda opção você utilizará também os R$500,00 em algo que tem o preço citado, no entanto, diferente da primeira opção, ele tem alto valor no longo prazo. Ele vai gerar mais dinheiro e ainda manterá o capital investido.
Quando for realizar alguma compra, aquisição, analise sempre o VALOR que aquele produto irá gerar. Se o valor gerado for MENOR que o preço, tente negociar ou mesmo evite a compra. Deixe as emoções de lado, não se baseie em status, marcas ou na opinião dos outros. Lembre-se que sua vida financeira diz respeito a você, no máximo a seus familiares, mas nunca a terceiros.
Obviamente, a ideia não é deixar de comprar TUDO e apenas investir. Tenha consciência do momento certo de fazer cada um. Certifique-se da fase em que você se encontra e defina se está na hora de investir o dinheiro ou gastar com produtos de menor valor.
Aprenda a economizar

Grande parte de nós compramos por impulso ou compulsão. Nos deparamos com diversas promoções diariamente, uma melhor que a outra: no supermercado, magazine, lojas de roupas, calçados, internet. O sistema varejista é todo moldado para apresentar seus produtos de forma que pareça ser uma oportunidade imperdível, única. Por este motivo, controlar as emoções é fundamental para que não deixemos toda essa influência do comércio impactar em nossa relação com o consumo. A promoção pode ser interessante, mas é conveniente?Se estamos com vontade de adquirir algum produto, mas estejamos com o dinheiro já comprometido, é melhor evitarmos locais nos quais conseguiremos encontrá-lo, pois estaremos muito suscetíveis a fazer uma compra desnecessária.

Exemplo: quando vamos a um supermercado ou a uma padaria sentindo fome. A chance de se comprar mais produtos que o necessário aumentam drasticamente.

Uma forma eficiente de evitar comportamentos assim e auxiliar na sua meta de economia é listar tudo que você gostaria de adquirir no curto, médio e longo prazo.

  • Uma camiseta até no próximo mês.
  • Um curso no próximo semestre.
  • Uma reforma na cozinha no próximo ano.

Definir cada um de seus objetivos, planejar seus recursos financeiros, analisar se está economizando o suficiente, se está próximo de alcançar o valor definido para cada um deles. Reorganizar suas despesas, procurar novas fontes de renda, cortar alguns gastos desnecessários. Assim você organiza sua vida financeira para realizar os planos traçados e concretizar seus objetivos.

Deixe uma resposta